Saiba interromper uma discussão com seu filho - We Tree

Saiba interromper uma discussão com seu filho

crianca-que-chora-por-tudo
Como lidar com uma criança que chora por tudo?

Saiba interromper uma discussão com seu filho

discussao-com-seu-filho

O que você faz para interromper uma discussão com seu filho? A melhor e mais eficaz abordagem para parar de argumentar é, antes de mais nada, recusar-se a tomar parte nas discussões.

Quando você discute constantemente com seu filho, com o tempo ele começará a acreditar que é seu igual e tem o poder de desafiá-lo. Quanto mais poderoso ele pensa que é, e quanto mais a discussão lhe dá o que deseja, mais ele usará a discussão como uma forma de resolver seus problemas.

Por isso, antes de iniciar uma discussão com seu filho, leia nosso artigo e saiba como evitar que isso ocorra!

Como deve ser a argumentação

É importante aprender sobre esse tipo de comportamento em seus filhos. Por isso, uma das melhores maneiras de lidar com isso é entender que você não pode ganhar uma discussão com seu filho argumentando. Você perde quando se permite ser arrastado para a discussão em primeiro lugar.

Mas sabemos que não é fácil desligar-se de uma discussão. Na verdade, é provavelmente uma das coisas mais difíceis de fazer como pais, porque estamos muito envolvidos emocionalmente com a vida de nossos filhos. A lição aqui é: “Como posso deixar meu filho amadurecer e se tornar independente com o mínimo de brigas possíveis?”

Por isso, lembre-se de que o objetivo é que seu filho aprenda a ser responsável, independente e a desenvolver habilidades eficazes de resolução de problemas. E discutir incessantemente para conseguir o que você deseja não é uma maneira eficaz de fazer isso.

Separe discordância de discussão

Vamos ser claros: há uma diferença entre uma discordância e um padrão habitual de discussão com seu filho. Você quer ensinar a seus filhos maneiras adequadas de comunicar uma discordância. Saber como expressar discordâncias com eficácia é uma habilidade importante para a vida.

Geralmente, é melhor falar sobre desentendimentos quando vocês dois estão calmos. Seu filho deve aprender a expressar seu ponto de vista com respeito. Isso significa sem xingar ou ser rude.

Ouvir também é uma habilidade crítica, porque você precisa ser capaz de ouvir o que a outra pessoa tem a dizer sem negá-la ou ficar na defensiva. No final, você pode não mudar de ideia, mas pelo menos cada lado falou e foi ouvido. 

Entenda os motivos da discussão com seu filho

Abaixo, alguns passos que você pode dar que a ajudarão a quebrar o hábito de argumentar ineficazmente com seu filho, ao mesmo tempo que usa técnicas positivas para encerrar uma discussão.

#1: Entenda o que desencadeia a discussão

Em primeiro lugar, mudar esse padrão com seu filho é você se conhecer e conhecer seus gatilhos. Pode até haver momentos do dia em que as discussões parecem acontecer com mais facilidade. Desta forma, evite qualquer combate nesses momentos.

#2: Compreenda os padrões que levam a discussões

Depois de ver que brigar com seu filho se tornou um padrão, você precisa parar e reavaliar como está interagindo com ele.

O que acontece logo antes de você começar a discutir?

Como isso acontece?

Qual é a sequência de eventos que geralmente leva à discussão?

Responder a essas perguntas a ajudará a ter o insight de que precisa. Então, da próxima vez que estiver com seu filho, você será capaz de se conter. Mas, lembre-se de que ninguém geralmente “ganha” uma discussão. Em vez disso, é realmente sobre o que é evitado. E o que seu filho geralmente quer evitar são consequências, limites e ser responsabilizado por seu comportamento.

No final, brigar torna-se um hábito ineficaz, que leva seu filho a acreditar que ele pode simplesmente usar a discussão para conseguir o que deseja.

#3: Mude os os padrões 

Se você começar a reconhecer esse padrão, poderá começar a fazer uma mudança. Por isso, planeje uma estratégia para a próxima vez que vir uma luta surgindo. Decida com antecedência que você não vai “brincar” na próxima vez que seu filho tentar puxá-lo para uma luta pelo poder.

#4: Deixe seu filho saber que você está fazendo mudanças

Depois que você perceber que tem um certo padrão com seu filho e decidir que vai mudá-lo, diga a ele que você não vai mais ceder a essas discussões. Dependendo da idade do seu filho, você pode até dizer algo como:

“Primeiro vamos nos acalmar e só então vamos conversar”

#5: Aja da maneira que você deseja que seu filho aja

Seus filhos estão sempre usando você como modelo. Você pode ensinar seus filhos a não discutir, agindo de maneira diferente com eles. Por exemplo, quando você começa a interagir de maneira diferente por não discutir, vai ensinar a seus filhos uma maneira diferente de se comunicar. Você é um modelo e está oferecendo um padrão diferente de comunicação.

#6: Comece com pequenos passos

Comece com pequenos passos. A primeira vez que você se afasta de uma discussão, é ótimo. Você fez o plano e o seguiu. Seu filho pode não estar feliz com o que você fez, mas provavelmente ficará. A mudança pode começar com um passo muito pequeno.

#7: Experimente diferentes estratégias de comunicação

Como mãe, em vez de discutir com seu filho, pense em como você gostaria de se apresentar. Às vezes, mudar a maneira como você se comunica pode ter um grande impacto.

Em vez de levantar a voz, abaixe-a. Em vez de ser prolixo com seu filho, seja direto. 

Mude seu estilo, especialmente com coisas que causam uma discussão crônica. Seja criativo e pense em diferentes maneiras de se comunicar no momento para evitar brigas com seu filho.

Descubra diferentes tipos de lugares para ter essas conversas com seus filhos. Por exemplo, se você sempre discute quando está correndo para a escola pela manhã, planeje uma conversa diferente ou trate do assunto em outro horário.

Você procura fazer o melhor

As mudanças que você fizer agora com seus filhos exigirão que você seja valente e corajosa. É um trabalho árduo, mas fazer essas mudanças pode quebrar o ciclo de discussão com seu filho. A longo prazo, será uma recompensa – é muito importante que seus filhos aprendam melhores habilidades de comunicação de que precisarão à medida que envelhecerem.

Às vezes, as discussões são dolorosas porque alguém aumenta e diz algo maldoso ou cruel. Se você descobrir que está discutindo com seu filho o tempo todo, considere obter algum apoio externo. 

Portanto, é bom lembrar que todos os pais cometem erros e que haverá uma próxima vez. Não aprendemos como fazer tudo da maneira certa durante a noite e nem como interromper uma discussão com seu filho do nada. Isso é algo em que temos que trabalhar. Mas, a boa notícia é que podemos aprender com nossos erros, mudar e crescer como pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *